O psicoterapeuta disse que sou hiperativo. A criação deste blog surgiu pouco depois de ser assim diagnosticado. Segundo o site especialista Hiperatividade (que já existia antes do meu blog, mas eu não sabia!), os portadores deste distúrbio são freqüentemente rotulados de "problemáticos", "desmotivados", "avoados", "malcriados", "indisciplinados", "irresponsáveis" ou, até mesmo, "pouco inteligentes". Mas garante que "criativo, trabalhador, energético, caloroso, inventivo, leal, sensível, confiante, divertido, observador, prático" são adjetivos que descrevem muito melhor essas pessoas. Eu, particularmente, creio que sou uma mistura disso tudo aí. Cheio de muitas idéias, muitos sonhos e muitos projetos. Muita vontade e muito trabalho. Muitas vertentes e muitas atividades. Sou editor-adjunto do Crônicas Cariocas. Não deixem de visitar minhas colunas: Cinematógrafo; Crônicas; Poesias; e HQs. Ah! Visitem o Magia Rubro Negra , site de apaixonados pelo Mengão, para o qual tive o prazer de ser convidado a fazer parte da especial equipe!!!

quinta-feira, 26 de junho de 2008

Postura

Recebi, hoje, de uma amiga, por e-mail, um vídeo bem bacana. As imagens são fragmentos de outros vídeos e filmes, com uma música de James Blunt e um texto narrado. Muitos de vocês devem conhecer, ainda assim, resolvi postar aqui.
video

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Eagle Eye - Teaser e Trailer

Nas cópias de Indiana Jones que chegaram ao cinema foi anexado o primeiro teaser do suspense policial Eagle Eye, com Shia LaBeouf e Michelle Monaghan. A Paramount liberou, agora, um trailer muito promissor do thriller de D.J. Caruso. Os personagens de LaBeouf e de Monaghan são, aparentemente, pessoas comuns que são jogadas em um perigosa situação por uma mulher que fala com eles apenas por telefone. Rosario Dawson, Billy Bob Thornton e Michael Chiklis também estão no elenco. Eagle Eye estréia em 26 de setembro nos EUA e em 10 de outubro no Brasil, com o título Controle Absoluto.
O Teaser:

video

O Trailer:

video

segunda-feira, 23 de junho de 2008

The Dark Knight

E por falar em pôster, já viram o novo do filme The Dark Knight, a nova aventura do Batman? O pôster mostra Heath Ledger como o Palhaço do Crime, o Coringa. A imagem é sinistra e não é gíria, não. É de arrepiar mesmo. Se quiserem vê-la maior, cliquem aqui.

The Spirit

Neste fim de semana, saíram novos pôsteres do filme de estréia de Frank Miller na direção, The Spirit, sobre um misterioso combatente do crime que aparentemente retorna dos mortos para salvar a "cidade que grita".
O primeiro, apresenta Jaime King como Lorelei, descrita na sinopse oficial como "a phantom siren", algo como "uma sereia fantasma". O segundo, apresenta Sarah Paulson como Ellen Dolan, the complicada filha do Comissário de Polícia da Cidade.
Os pôsteres são muito bonitos. Clique neles para vê-los em tamanho maior.
Antes destes, outras belezuras já haviam saído em pôsteres, Scarlett Johansson como Silken Floss e Eva Mendes como Sand Saref.

É muita mulher bonita reunida, não? Se quiserem ouvi-las falando as frases que estão escritas em seus rostos, cliquem aqui.
Se quiser saber mais sobre o filme ou assisitr ao teaser trailer, leia a postagem "Minha Cidade Grita", é só clicar aqui.

sexta-feira, 20 de junho de 2008

Wanted - Video 2

A Paramount Pictures está fazendo uma divulgação um tanto quanto perigosa de O Procurado (Wanted, no original), adaptação para as telas da HQ de Mark Millar e J.G. Jones. Na última postagem, coloquei o link para um clipe da cena em que um cara pula de um prédio a outro em Nova York com a janela estilhaçada na cara. Agora, resolveu disponibilizar a continuação da cena. É bem legal, mas, se continuar neste ritmo, teremos pouco para ver no cinema até 22 de agosto. De qualquer forma, assistam aqui.

quarta-feira, 18 de junho de 2008

Wanted - Video

A Universal Pictures adiou o lançamento de seu altamente esperado thriller de fantasia e ação O PROCURADO. O filme será lançado nos EUA na sexta-feira de 27 de junho, mas, no Brasil, a data foi alterada para 22 de agosto.
O filme traz James McAvoy (DESEJO E REPARAÇÃO), Morgan Freeman (ANTES DE PARTIR), Common (O GÂNGSTER) e Angelina Jolie (SR. E SRA. SMITH) como integrantes de uma sociedade secreta que executa as ordens do destino. É o primeiro filme em inglês dirigido pelo pioneiro russo Timur Bekmambetov, criador de GUARDIÕES DA NOITE — a franquia de filmes de maior sucesso na história da Rússia. Baseado na explosiva série de história em quadrinhos de Mark Millar, o filme é produzido por Marc Platt (LEGALMENTE LOIRA), Jason Netter (PAINKILLER JANE), Jim Lemley (INVENCÍVEL) e Iain Smith (FILHOS DA ESPERANÇA).
O PROCURADO conta a história da transformação de um apático zé-ninguém em um justiceiro sem igual. Em 2008, o mundo será apresentado ao herói de uma nova geração: Wesley Gibson.
O personagem de 25 anos Wes (James McAvoy) é um simples – e imprestável – trabalhador “de baia”, o mais sem graça do mundo. Seu chefe grita com ele o tempo todo, sua namorada ignora-o rotineiramente e sua vida arrasta-se sem fim. Todos estão certos de que esse fracassado não tem valor. E há pouco que Wes possa fazer, a não ser esperar o passar dos dias e morrer batendo cartão em sua lenta rotina.
Até ele conhecer uma mulher chamada Fox (Angelina Jolie).
Depois que o desaparecido pai de Wes é assassinado, a sexy Fox recruta-o para a Fraternidade, uma sociedade secreta que treina o rapaz para vingar a morte do pai, revelando seus poderes adormecidos. Enquanto Fox ensina-o a desenvolver grande agilidade e reflexos tão rápidos quanto um raio, Wes descobre que esse grupo vive de acordo com um antigo código que não pode ser quebrado: executar as ordens de morte dadas pelo próprio destino.
Com tutores perversamente brilhantes — incluindo o enigmático líder da fraternidade, Sloan (Morgan Freeman) — Wes começa a usufruir de toda a força que sempre quis. Mas, lentamente, ele passa a perceber que há mais por trás de seus sócios do que consegue enxergar. E, enquanto oscila entre heroísmo e vingança, Wes aprenderá o que ninguém pode ensiná-lo: que ele mesmo tem controle de seu destino.
A Paramount Pictures soltou mais um clipe da adaptação para as telas da HQ de Mark Millar e J.G. Jones. É aquela cena em que um cara pula de um prédio a outro em Nova York com a janela estilhaçada na cara. Só aparece um pedaço no trailer, mas aqui, é completa e é bem bacana. Vejam aqui.

quinta-feira, 12 de junho de 2008

Valentino!

Hoje é o dia de Valentino, o dia dos namorados! Já deram beijos de parabéns hoje? E presentes? Eu dei beijos, lembrancinha e almocei com aquela que é a minha namorada há 15 anos. Tudo de bom!
Hoje foi publicado meu texto sobre o filme O Incrível Hulk. Não deixem de ler e de opinar, é só clicar aqui e depois voltar. Vocês podem pensar que falar neste filme hoje não combina, mas há a história de amor de Bruce Banner e Betty Ross. Trouxe um desenho do Hulk feito pelo Dale Keown que eu acho muito bacana.
Para completar, nesta data, foi lançado, também, o trailer do novo filme baseado no Justiceiro, outro personagem da Marvel. O personagem já foi adaptado para o cinema em duas ocasiões: O Justiceiro (1989) e O Justiceiro (2004); sendo o primeiro um fracasso total e o segundo, embora muito superior ao primeiro, apenas mediano. O trailer é curto e mostra muito pouco, mas parece que dá para esperar bastante ação. Vejam!

video

terça-feira, 10 de junho de 2008

Tarja Vermelha!

Hoje, estava na cabine de imprensa de O Incrível Hulk e, como não podia deixar de ser, antes da sessão começar, estava conversando com outros cinéfilos, entre eles, o Fábio Rego Barros, que escreve para a JP Revistas. Lembramos de alguns filmes e do fato de que não houve cabine de imprensa para o filme Fim dos Tempos, o novo de M. Night Shyamalan, consagrado por O Sexto Sentido. Ao falar sobre isso, lembramos do trailer deste filme e que ele vem precedido por um quadro vermelho em vez do verde usual. Por pura falta de atenção, não lembrávamos o porquê do vermelho. Após especular, chegamos à conclusão que era por conta do impacto violento das cenas. Estávamos certos: a tarja vermelha indica que o filme ou, no caso, o trailer não é recomendado para menores de idade. Hoje, também, saiu o novo trailer de O Procurado, cuja estréia estava prevista para junho e foi adiada para agosto, e ele também veio com a tal tarja.

Mas qual o motivo para que estes dois trailers venham assim classificados? No caso de Fim dos Tempos, é fácil! Ele é de arrepiar, com cenas fortes e assustadoras. Olhem aí:

video

Quanto a O Procurado, não há muita diferença desse para os outros, uma pouco mais de sangue e um motherfucker dito por Morgan Freeman. Vejam por si mesmos:

video

Espero que gostem. E o Hulk? Ainda não escrevi o texto, mas entre hoje e amanhã estará pronto. Sairá, como sempre, no Crônicas Cariocas.

Saudações!!!

segunda-feira, 9 de junho de 2008

Telinha!

Neste fim de semana, entre outras coisas, diverti-me com duas séries cujos boxes comprei em promoção. Um foi o da terceira temporada de A Sete Palmos e o outro, House,M.D.. Dois boxes, duas excelentes séries. A primeira foi criada por Alan Ball, o escritor ganhador do Oscar por Beleza Americana, e gira em torno de uma família que tem como negócio uma agência funerária. A série mostra um drama convencional de família, lidando com assuntos como infidelidade, homossexualidade, drogas e religião. Ao mesmo tempo, é uma distinta série que aborda com outro prisma o tópico da morte, explorando seus múltiplos níveis (pessoal, religioso e filosófico), não a tratando apenas como um mero ímpeto conveniente para a solução de um assassinato. Cada episódio inicia-se com uma morte de um "cliente" da funerária. Esta morte geralmente dá o tom de cada episódio, permitindo aos personagens que reflitam sobre suas vidas e infortúnios. Foi eleita a Melhor Série Drama de 2002 pelo Globo de Ouro, e é vencedora de seis prêmios Emmy. A quinta temporada é a última, completando 63 episódios. A segunda, eu comecei a assistir à primeira temporada agora, mas devorei o primeiro disco com quatro episódios. Criada por David Shore, ela gira em torno de seu personagem principal, Dr. Gregory House (daí o nome da série), interpretado pelo ator inglês Hugh Laurie. House é um infectologista e nefrologista, chefe do Departamento de Medicina Diagnóstica, que se destaca não só pela capacidade de elaborar excelentes diagnósticos diferenciais, como também pelo seu mau-humor, ceticismo, sarcasmo e pelo seu distanciamento dos pacientes, já que ele considera completamente desnecessário interagir com qualquer um deles. A ação passa-se num hospital ficcional chamado Princeton-Plainsboro, em Princeton, New Jersey. Os episódios começam fora do hospital com pessoas anônimas com sintomas de uma doença incomum tratada em cada um desses episódios. Estes casos chegam às mãos do médico após terem passado por diagnósticos falhos. Apesar de serem raras, estas doenças são reais. Quando a equipe assume o paciente, iniciam o diagnóstico diferencial. Foi eleita a Melhor Série Drama de 2007 e de 2008 pelo Globo de Ouro, assim como Hugh Lauire foi eleito o melhor intérprete numa série de drama de 2007 e de 2008. É vencedora de diversos outros prêmios. Há três de quatro temporadas produzidas, em DVD, aqui no Brasil. A quinta temporada já foi anunciada e tem estréia prevista para setembro próximo.
É diversão garantida e não é à toa que recomendo. São personagens críveis e bem delineados. Coisa bem feita e inteligente. Divirtam-se!

domingo, 8 de junho de 2008

Noite de Gala!

Aos poucos, Caio Jr. vai mudando a maneira do Flamengo jogar. A mudança de Jaílton por Jônatas aumentou a qualidade dos passes no meio de campo. O equilíbrio na alternância das laterais está dando mais segurança à defesa. A utilização de um meia armador tem melhorado, e muito, a ligação do meio campo com o ataque. Aliás, ontem foi o dia do meia. A entrada de Maxi no ataque ao lado de Souza permitiu que o Marcinho jogasse na posição de armador e ele estava iluminado ontem. Fez três gols, a assistência do primeiro do Souza e estava junto do atacante no quinto gol da noite; se o companheiro não fizesse, ele fazia.

Foi uma noite de sonho. O Souza fez dois! Ibson, longe ainda do jogador do brasileiro passado, melhorou em relação aos últimos jogos. Até o Toró jogou bem, fazendo menos faltas e conseguindo quatro desarmes.

O Flamengo começou o jogo fazendo uma marcação dura e, logo aos dois minutos, Marcinho roubou a bola, abriu com Maxi que devolveu para Marcinho, livre, marcar. O Figueirense sentiu e, a partir daí, não conseguiu mais se organizar. Aos 36, Souza protege a bola no campo ofensivo, toca para Juan que toca para Marcinho; o camisa 22 domina e lança milimetricamente para Souza, que, de cara para o gol, toca na saída de Wilson. Três minutos depois, Juan recebe passe de Souza, dribla um zagueiro e bate na saída do arqueiro adversário, que faz excelente defesa, mas dá rebote, que Marcinho aproveita para estufar a rede. Aos 45, linda jogada de Léo Moura que passa por dois jogadores, penetra a área e toca para Marcinho fazer o seu terceiro na noite, o quarto do Mengão. O primeiro tempo termina com oito chutes a gol do mandante contra apenas três do visitante.

A volta para o segundo tempo trouxe um Flamengo mais tranqüilo e com uma marcação mais leve. O Figueira voltou mais organizado e, em dez minutos, chutou quatro vezes a gol, mais que todo o primeiro tempo. Aos 10, o Fla faz sua primeira substituição: sai Jônatas, entra Kleberson. Aos 17, Toró pede para sair, cansado, Caio Jr surpreende e lança Obina, quatro a zero e o técnico quer mais, fazia tempo que eu não via isso no Flamengo. Aos 29, em seu melhor momento, o Figueirense, por meio de Wellington Amorim, com um chute forte de fora da área, obrigou Bruno a difícil defesa, mas a bola passou e bateu na trave. Aos 31, Maxi, que se entregou durante todo o jogo, saiu cansado para a entrada de Éder (lembra dele?); em outros tempos, teria entrado um cabeça de área (mais um ponto para Caio Jr.). Aos 42, Kléberson faz um lançamento primoroso, entre dois jogadores adversários, para Obina que, com tranqüilidade e de cabeça erguida, cruza na área, Wilson dá um toque na bola desviando-a, mas ela vai na direção de Souza que, livre, cabeceia para o fundo das redes. O árbitro nem quis dar acréscimo, apesar das cinco substituições que houve. A torcida fez uma linda festa.

Noite de gala, cinco gols que colocam o Flamengo na liderança do campeonato brasileiro, deixam-no com o ataque mais positivo da competição, bem como com o artilheiro. Sei que não dá para ganhar todas as partidas, muito menos com um placar elástico com este, mas dá para começar a tomar gosto pelo trabalho de Caio Jr.. Conseguimos visualizar, inclusive, algumas jogadas ensaiadas, coisa inexistente na era Joel. No próximo sábado, haverá um teste mais sério, com o atual campeão brasileiro, São Paulo. Que o mais querido do Brasil mantenha a pegada e consiga brilhar mais uma vez.

Saudações Rubro-Negras!!!

video

quarta-feira, 4 de junho de 2008

O Procurado - Trailer


Em Junho, mais precisamente no dia 27, estreará mais uma adaptação de quadrinhos. Embora não seja de super-heróis, a história é sobre uma liga de assassinos com habilidades surpreendentes. A HQ foi publicada por aqui, em abril de 2005, pela Mythos Editora em forma de minissérie em três edições.

Wesley Gibson (James McAvoy) é um fracassado que odeia sua vida por não ser tão importante quanto acha que deveria ser. Mas tudo isso muda quando ele descobre a verdade sobre seu pai e sua herança. Após a morte de seu pai, que os abandonou, ele e sua mãe, pouco depois de seu nascimento, ele é recrutado, pela bela e sexy Fox (Angelina Jolie), para a Fraternidade, uma sociedade secreta de assassinos altamente treinados.

A HQ é descompromissada e o filme parece que faz uma adaptação quase fiel à história de Mark Millar. Digo quase porque há uma diferença grande, mas que, creio, não afetará a adaptação. Nos quadrinhos, não havia uma liga de assassinos, mas uma sociedade de super-vilões. Naquele mundo, criado por Millar, os super-heróis existiram, mas desapareceram.

O elenco é bom. James McAvoy é conhecido pelo seu Mr Tumnus do primeiro filme das Crônicas de Nárnia e por seu trabalho em O Último Rei da Escócia, também está cotado para viver o Bilbo Bolseiro de O Hobbit; Angelina Jolie é velha conhecida do público e faz qualquer marmanjo delirar; Morgan Freeman é aquele ator que todos gostam, dono de um carisma enorme e de uma presença de cena fantástica. Há, ainda, a participação de Terence Stamp, o eterno General Zod de Superman.
Seguem dois trailers para dar um gostinho do que está por vir. Lembrem-se: é filme para se divertir, não para pensar. É mentiroso mesmo, mas faz parte da diversão.
video

video

domingo, 1 de junho de 2008

Fla-Flu morno!

Domingo. Muita chuva. Um friozinho como há muito não sentia nesta cidade. Mas, hoje é dia de Fla-Flu, o clássico mais charmoso de todos os tempos. Ajeitei meu sofá, peguei o chocolate quente, o controle remoto e deitei para assistir ao jogo. O problema foi passar pelo primeiro tempo, quase dormi. Que joguinho ruim! É certo que as melhores chances foram do Flamengo, principalmente com a bola que Marcinho colocou na trave (e que poderia ter tocado para Tardelli, livre, fazer) e a cabeçada de Juan que o goleiro Fernando Henrique defendeu lindamente. Entretanto, o time b montado pelo Renato Gaúcho conseguiu jogar de igual para igual com o rubro-negro.
O segundo tempo começou melhor para o Fla, pois o Flu recuou excessivamente e o jogo virou um treino de ataque contra defesa. Tanto, que o Caio Jr. resolveu ousar e colocou em campo Renato Augusto, no lugar de um volante, Jônatas, e Maxi Biancucchi, no lugar de Marcinho, que não estava bem hoje. Mas nem deu para ver como o time portar-se-ia porque Diego Tardelli arrumou uma das expulsões mais bestas que já vi e poderia ter complicado a vida da equipe no jogo e na competição.
Mesmo com um jogador a menos, o Flamengo continuou dominando o jogo, mesmo com algumas das suas melhores peças jogando abaixo de suas possibilidades. Aos 32, Fábio Luciano recebe cruzamento, domina no peito, bate de direita e obriga o goleiro Fernando Henrique a fazer outra belíssima defesa. Não entendo como o torcedor pó-de-arroz pode reclamar do goleiro que tem. O gol saiu numa bobeira do Fluminense que proporcionou um fulminante contra-ataque. Obina lançou Juan, que entrou livre na área, driblou o goleiro e foi derrubado. Pênalti indiscutível que Leonardo Moura bateu e converteu.Foi ótimo pela vitória, pelos três pontos e por estar dividindo a liderança do campeonato com o Cruzeiro, mas, no bojo, ainda é muito pouco. Sei que o campo estava pesado e escorregadio, que clássico é clássico, mas jogamos com um time de garotos. É claro que os meninos botam o coração na chuteira porque querem um lugar ao sol, mas, até aí, todo jogador que atua pelo Flamengo deve fazer isso sempre. O ponto mais positivo foi ver o Jônatas como titular no lugar do Jaílton. Só falta colocar o Kléberson no lugar do Toró ou, se quiser ser mais ousado, montar o meio com Cristian, Kléberson, Marcinho e Renato Augusto. Gostaria de ver isso.
Agora, é esperar o próximo sábado para encarar o Figueirense, ainda no Maraca. É obrigação ganhar os jogos em casa para ter tranqüilidade para conquistar pontos fora.
Saudações Rubro-Negras!!!

video

Fazendo Algo

Escrevi um texto novo que fala sobre o estado das coisas e que acabou de ser publicado. Ele foi inspirado em um debate via fórum que tive com alguns velhos amigos do tempo da caserna. Cada um tem sua opinião e é nossa obrigação respeitar. Resolvi escrever um texto que resumisse o que penso de toda esta situação que vivemos.
Leiam, vejam se concordam ou não comigo e deixem seus comentários.