O psicoterapeuta disse que sou hiperativo. A criação deste blog surgiu pouco depois de ser assim diagnosticado. Segundo o site especialista Hiperatividade (que já existia antes do meu blog, mas eu não sabia!), os portadores deste distúrbio são freqüentemente rotulados de "problemáticos", "desmotivados", "avoados", "malcriados", "indisciplinados", "irresponsáveis" ou, até mesmo, "pouco inteligentes". Mas garante que "criativo, trabalhador, energético, caloroso, inventivo, leal, sensível, confiante, divertido, observador, prático" são adjetivos que descrevem muito melhor essas pessoas. Eu, particularmente, creio que sou uma mistura disso tudo aí. Cheio de muitas idéias, muitos sonhos e muitos projetos. Muita vontade e muito trabalho. Muitas vertentes e muitas atividades. Sou editor-adjunto do Crônicas Cariocas. Não deixem de visitar minhas colunas: Cinematógrafo; Crônicas; Poesias; e HQs. Ah! Visitem o Magia Rubro Negra , site de apaixonados pelo Mengão, para o qual tive o prazer de ser convidado a fazer parte da especial equipe!!!

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Ainda dá!

Antes que me perguntem, não vi o jogo contra o Coritiba. Estava na faculdade e só soube do resultado. Claro que fiquei feliz com o placar de 5 a 0 e fiquei impressionado, uma vez que nos últimos dois jogos, contra Atlético-MG e Vasco, não havíamos entrado em campo. Não esperava uma vitória com um placar tão elástico.
Ontem, mais uma vez, estava na faculdade. Cheguei a tempo de ver os últimos trinta minutos de jogo e este tanto que vi, lembrou-me os jogos anteriores ao Coritiba. Que joguinho ruim!
Não consigo parar de perguntar: qual o time titular do Flamengo? Qual a formação da equipe? Jaílton é zagueiro? Marcelinho Paraíba é atacante? Por que Toró, Jaílton, Ibson e Kleberson no mesmo time? Para quê compramos um monte de meias se só jogamos com volantes? Estas perguntas atormentam-me e só consigo achar um culpado: Caio Jr.. Faltam seis jogos para o final da temporada e não há quem consiga responder às minhas indagações.
Menos mal que o Cruzeiro venceu o Grêmio e deixou vivas as nossas esperanças. Porém, saímos do G-4 e ficamos a três pontos dos líderes Grêmio e São Paulo e a dois pontos dos terceiro e quarto colocados, Cruzeiro e Palmeiras. Em teoria, o tricolor paulista leva vantagem, pois não joga mais com nenhum dos candidatos ao título, mas será que conseguirá manter sua invencibilidade que já dura doze jogos? Não é impossível, mas é improvável. O tricolor gaúcho vem em uma descendente e periga ficar de fora da briga. Nós ainda enfrentaremos a celeste e o verdão e serão jogos dificílimos, entretanto, sempre gostei mais de jogar com os líderes do que contra quem está atrás. Tenho a impressão que o Fla rende mais assim.
A rodada foi ruim por um lado, mas, por outro, deixou todos embolados na briga. Ainda podemos acreditar. Teremos três jogos no Maracanã e temos obrigação de vencer. Tarefa ingrata, visto que temos que ganhar contra a Portuguesa, o Botafogo e o Palmeiras, num jogo de seis pontos a três rodadas do final. Difícil, mas eu creio que temos chances de conseguir. É necessário que a torcida apóie como apoiou na reta final do brasileiro passado.
Magia neles!!!

4 comentários:

Pedro Henrique disse...

Boa, Tito. O Grêmio funciona mais quando é desacreditado, hehehe!

Flavio disse...

o Grêmio enfrenta, ainda, a torcida contra da imprensa que crê que, fora do eixo Rio-SP, não existe vida. Todos são contra o Tricolor Imortal. Impressionante. Mas o Grêmio, isso tenho de reconhecer, perdeu inúmeras oportunidades interessantes para abrir boa vantagem.
Mas acredito no título!
Quanto ao Flamengo, nunca poderia ter-se permitido surpreender pela Lusa ontem. No entanto, embora as chances tenham diminuído, a derrota do Cruzeiro agora há pouco ainda dá uma tênue esperança.

Pedro Henrique disse...

E aí? Largou de mão?

Tito disse...

Muito enrolado com 500 trabalhinhos da faculdade nova. Dezembro está chegando e eu volto com força total.