O psicoterapeuta disse que sou hiperativo. A criação deste blog surgiu pouco depois de ser assim diagnosticado. Segundo o site especialista Hiperatividade (que já existia antes do meu blog, mas eu não sabia!), os portadores deste distúrbio são freqüentemente rotulados de "problemáticos", "desmotivados", "avoados", "malcriados", "indisciplinados", "irresponsáveis" ou, até mesmo, "pouco inteligentes". Mas garante que "criativo, trabalhador, energético, caloroso, inventivo, leal, sensível, confiante, divertido, observador, prático" são adjetivos que descrevem muito melhor essas pessoas. Eu, particularmente, creio que sou uma mistura disso tudo aí. Cheio de muitas idéias, muitos sonhos e muitos projetos. Muita vontade e muito trabalho. Muitas vertentes e muitas atividades. Sou editor-adjunto do Crônicas Cariocas. Não deixem de visitar minhas colunas: Cinematógrafo; Crônicas; Poesias; e HQs. Ah! Visitem o Magia Rubro Negra , site de apaixonados pelo Mengão, para o qual tive o prazer de ser convidado a fazer parte da especial equipe!!!

terça-feira, 14 de outubro de 2008

O Menino do Pijama Listrado

Um dos meus favoritos no Festival do Rio 2008.
O menino do pijama listrado é um filme notável. Simples, mas soberbo. Uma história comovente, inacreditável e surpreendente. Os diálogos são maravilhosos, com finas e sutis ironias. David Thewlis e Vera Farmiga estão ótimos como os pais do menino, vivendo um casamento abalado pela posição que o marido alcançou.

O garoto que interpreta o infante Bruno é ótimo. Seu personagem é cativante, pela sede de aventura, pela meninice, pela curiosidade e pela inocência. Há momentos doces e deliciosos no filme, mas a mentira, ainda que contada para proteger o menino do mundo dos adultos, acaba por levar a um caminho sem volta.
O contraste entre a inocência de Bruno e o sofrimento de Shmuel é algo que impressiona. Mundos tão distantes separados por uma cerca de arame eletrificada. Entretanto, nada impede que uma grande amizade floresça daquilo que seria o improvável. Realmente belo!
Mais um filme com um protagonista muito jovem que mexe muito comigo. Este não é tão denso quanto This Is England, mas sua construção e seu desfecho fazem-nos marejar os olhos. Na verdade, havia gente chorando copiosamente na sessão. É pura emoção!


A sinopse: “Alemanha, 1940. Bruno tem oito anos e vive com sua família em Berlim. Quando seu pai, um oficial nazista, é promovido, ele é obrigado a abandonar seus amigos e se mudar para uma região deserta onde não há nada para fazer. Um dia, o menino ignora a proibição da mãe e anda até um misterioso local cercado, onde todos usam roupas listradas. Lá, ele conhece Shmuel, um garoto de sua idade que vive do outro lado da cerca. Os dois desenvolvem uma amizade proibida, que terminará por introduzir Bruno no terrível mundo dos adultos. Baseado no livro homônimo de John Boyne.”

video

Um comentário:

Kau disse...

Desconhecia o livro e o filme! Vou procurar ambos!

Abs.